Felicidade e sorte na Alemanha

Aprender uma língua nova é antes de tudo, perseverar humildemente por um mundo desconhecido, às vezes escuro, tateando e levando um monte de topadas. E a gente fica pensando por quê, por que meu Deus decidi ficar aborrecendo meus neurônios em horário extra-comercial, esticando os pobrezinhos que nem elástico de feira (e o medo deles esgarçarem?) pra eles aprenderem alemão, sendo que eu poderia estar na ginástica (ha ha ha).

Mãããs nem tudo é somente esforço e disciplina, e hoje a parte que eu mais curto veio à tona. Adoro perceber como o pensamento de um povo se reflete na sua língua. Por exemplo, hoje estava eu na aula de alemão aprendendo sobre sentimentos: sabia que para alemão felicidade e sorte são a mesma coisa???? Glück! (Além de tudo, é bonitinho)

Fico pensando o que será que isso quer dizer… Será que é porque eles são pessimistas e se você é feliz, tem sorte? Ou tem sorte porque é feliz??? Ou será que não existe sorte, só felicidade?

E o contrário de Glück não é exatamente Unglück (apesar da palavra existir, ela é usada como infortúnia, causada pelo destino), mas Pech . E literalmente, Pech significa piche. Existe uma historinha alemã (creio eu), onde uma menina que vivia com a madrasta e as irmãs más (acho q era um pesadelo dos tempos antigos, como seria hoje morar com a sogra, por exemplo) entrou por um buraco mágico no mundo das fadas, arrumou a casa de uma delas (já que ela estava por lá mesmo…) e ao sair, foi banhada de ouro. As irmãs más, quando viram, também quiseram o ouro e passaram pelo tal buraco, mas em vez de ficar arrumando a casa dos outros ficaram por ali moscando e fazendo um H (sinceramente, quem faria diferente? A Alice no País das Maravilhas não só não arrumou nada, como também ficou comendo bolachas e bolos sem perguntar antes). Bem, mas voltando à história: ao saírem, surpresa! Em vez de ouro, foram banhadas em graxa. E por isso Pech virou sinônimo de azar.

A óbvia moral da história: a sorte/felicidade acontece pra quem é trabalhador, o azar pra quem é preguiçoso. Dentro da minha mania de generalizar e ser parcial, concluo que isso é uma mostra que alemão não fica esperando cair do céu, a sorte/felicidade não ocorre por acaso mas é consequência da sua atitude.  E se está incutido na linguagem, é porque está também incutido na cultura. Legal, né?

Um dos motivos que eu gosto daqui!  

Disclaimer: aprendi a historinha hoje na aula de alemão, nomes, locais e ações podem ter sido trocados por questões de (falta de) compreensão da língua!

Advertisements

Leave a comment

Filed under Alemania

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s